segunda-feira, 9 de agosto de 2010

De quem é a culpa? Dessa "tal" de internet!

     Não é de hoje que estamos escutando este tipo de ladainha. Nesta semana que passou entre 02/08/2010 a 08/08/2010, tivemos mais um vexame de jogadores de futebol na internet.

     Um grupo de jogadores estava zapeando na internet com uns amigos e, ao final, cedendo a provocações de colegas virtuais, torcedores rivais, ou seja, lá o que for, acabaram por falar bobagens, entre elas, uma declaração de que, ele (o jogador) gastava em um mês com o cachorro dele o que o torcedor (colega virtual, raio que os parta) não ganhava em um ano.

     Bom, isso pode ser bem verdade! Na verdade, deve ser! O que o jogador não lembra, é que pelo menos 90% desta população brasileira, não ganha realmente o que ele ganha em um ano, que 100% dos torcedores de arquibancada (não a VIP) não ganha o que ele ganha e nem o diretor do clube que ele joga, ganha o que ele ganha.

     Quer dizer, o que pela internet não passa de uma humilhação internacional de uma nação, pessoalmente seria o que? Socos, pontapés, tiros, cachorros raivosos? Certo, imagina se, a cada critica internacional feitas contra o Presidente dos Estados Unidos da América do Norte, ele metesse uma bomba atômica no país que falou mal dele, ou fizesse sanções econômicas para aquele país, seria certo depois ele chegar e pedir desculpas para o mundo? Por ele só ter feito isso por ter sido provocado... Tadinho da criança!

     Pode ser o que for, mas, eu, como brasileiro e como não ganhador do que ele ganha, fiquei ofendido sim! Ainda mais com a prerrogativa de ser comparado com um cachorro! E olha que amo os meus.

     Agora, vamos pensar em outro jogador que está fazendo sucesso nos HIT´s bola fora do brasileirão, o Bruno, é, ele mesmo. Será que por ganhar mais que qualquer brasileiro decente, dá liberdade a ele de considerar os que ganham menos, piores que os cachorros deles? Será que por este motivo ele assassinou, contribuiu, provocou e/ou colaborou com o assassinato da menina Eliza Samudio?

     O mercado de futebol está tomando certa proporção que nem mais o Estado pode controlar, seja para o bem ou mal. O que os times estão criando são assassinos, não só de fato, porém de costumes. A impunidade e a falta de bom senso destes criadores de opinião (os jogadores) é o que mais me espanta.

     Imagina seu filho crescendo e dizendo “Quero ser como jogador de futebol, namorar ex-atriz pornô, ganhar mais do que o senhor papai, andar com traficantes, atropelar pessoas com o meu carro e ser vendido para o Milão...”.

     No final, para amenizar, dizem que o mal é da internet? Improvável, por mais que se pense em uma coisa viva, constante, que por vezes toma forma, nada disso seria capaz se nós, não estivéssemos “plugados” dando vida a ele. A internet nada mais é que uma enxurrada de cartas, fotos, vídeos sendo misturados e por aí vai. Culpar a internet é o mesmo que culpar as cartas de Camões, ou as fotos em preto e branco!

     Uma coisa que a internet não faz é transformar a pessoa, cada um é o que é, e o que a “tal internet” faz é deixar as coisas mais aparentes, talvez pela premissa do sigilo, ou pela soberba da impunidade ou até mesmo pela imaginação de que “ninguém” vai saber ou ver.

     Erraram sim! E por mais que a mídia e até o Papa falassem, são bobos, se deixaram ir pelo calor da conversa, seja lá o que for, são criminosos! Todo e qualquer um que faz algo que vá de encontro contra uma nação para mim, não passam de criminosos! Ganham à custa de pessoas que os endeusam e não passam de vermes que, em momentos de lucidez deixam transparecer o que eles acham realmente das pessoas.

     A policia deveria investigar estas pessoas, já para se antevir a possíveis episódios como uma nova Eliza Samudio.

     Parabéns ao Robinho, por não ter se envolvido com essas coisas, nunca se foi tão prudente! Aos demais... Que papelão, ao imaginar que um destes será representante da nação brasileira e um ídolo para nossos filhos.

     Agradecimentos a quem postou o vídeo, não sei quem o fez, o fez bem!

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário